domingo, 3 de março de 2013

Passarinho





Voa passarinho, voa.
Abre as asas e voa.
Não esperes pela tua liberdade,
Voa em busca da felicidade.


Leva-me contigo. Deixa-me voar
O céu azul é o teu abrigo e nele eu quero mergulhar.
Duas vaidosas asas e um explosivo coração
É tudo o que precisas para viver esta louca emoção.

Admiro o teu espírito apaixonado,
Apaixonado pela vida.
És um puro aventurado
Que está sempre de partida.

Faz voar a minha alma, tira-a deste tormento
Deixa-me esquecer as mágoas e todo este sofrimento.
Dói-me o coração ao ver esta cruel realidade
Observar um mundo pobre e repleto de maldade.

Quem me dera ter o poder
De um pássaro ser
Ser o dono deste céu ilimitado
O meu refúgio encantado.

Voa passarinho, voa.
Abre as asas e voa.
Procura o autor desta bela melodia
Voa em busca das coisas boas do dia-a-dia.

                                                                                              Tatiana Pereira, nº 18, 9º A

0 comentários: