terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Poema




Para escrever um poema,
O que poderei fazer?
Qual será o tema
Que eu irei escolher?

O início tem de ser bestial.
Tenho medo de falhar,
Não quero que seja banal.
Mas do que irei eu falar?

Já escolhi o tema
E já sei o que faço.
Só espero que o poema
Não seja um fracasso.

Já estou a meio
E estou confuso.
Ao meu bom início,
Espero dar uso.

O poema parece bom
E faço-o com gosto.
Mesmo que esteja mau,
Terei sempre um sorriso no rosto.

Está mesmo acabar
E escrevo-o com calma.
Eu só escrevo
O que me vai na alma.

Rodrigo Lavrador, N.º 21, 6ºC

0 comentários: