segunda-feira, 8 de abril de 2013

Solidão






Estou sozinha neste rumo
Sem ninguém para me apoiar.
Neste triste mundo
Prestes a desmoronar.

Lamentando tudo o que fiz
Todos os erros e fracassos.
Nada disto eu quis,
Pois tudo não passou de embaraços.

Relembrando o passado
E as pessoas que me disseram adeus,
Aquelas que não ficaram do meu lado,
As que eu mais tinha amado.

Só me restam a angústia, tristeza,
A desilusão que provoca o choro
De alguém com uma certeza
De um certo abandono.

Nem mesmo as palavras conseguem explicar
O que sinto neste momento:
É uma dor no peito que teima em ficar
E invade todo o meu pensamento.

                                                       Liliana Cardoso, 9º A, nº 11



0 comentários: