terça-feira, 14 de maio de 2013

Romina


    


    Ali estava Romina, sentada perto de mim. 

    Romina, aquela menina simplesmente maravilhosa que mais parecia uma mulher. 

    Vestida com um esbelto e sensacional vestido azul que contrastava com a sua linda e fabulosa pele negra, Utilizava umas sabrinas desgastadas, mas que não retiravam o esplendor à rapariga que as calçava.

 A sua face era deslumbrante, carregada com um semblante de seriedade, mas sem nunca deixar de transmitir a sua infinita alegria e amor. O seu rosto circular era simplesmente perfeito.    Nela estavam seus olhos maravilhosos e fantasticamente hipnotizantes, que faziam os próprios deuses cair a seus pés. O nariz daquela espantosa menina era largo e quando respirava demonstrava que os seus sentimentos era peculiares e estrondosamente visíveis. Os seus lábios grossos rivalizavam com os da própria Afrodite e os seus dentes era simplesmente radiosos e magníficos.
    A sua maneira de ser e de estar era simplesmente única: podia entrar em qualquer sitio fazendo com que toda a gente se apercebesse da sua presença como no minuto seguinte podia passar completamente despercebida.
    Era querida, carinhosa, encantadora ... Resumidamente uma menina que se identificava com uma Mulher.Era simplesmente perfeita.  




Gonçalo Ferreira e Raquel Santos  8º A

0 comentários: