quarta-feira, 23 de abril de 2014

As Viagens de Gulliver de Luísa Ducla Soares



Ato I
(No cenário há um jardim e uma casa. Gulliver viaja para o Norte do país e encontra um rapaz no jardim de sua casa.)
GULLIVER- Olá crianças, sabem onde fui parar agora?
MANUEL- Onde? Onde?
GULLIVER- Ao Norte do país! Agora vou começar-vos a contar a história.
GULLIVER- (com um ar de quem não sabia onde estava) Boa tarde, senhor. Por acaso sabe onde estou?
ANTÓNIO- Bem, com certeza não sabe quem eu sou. Já ouviu falar d’As Viagens de António?
GULLIVER- Não. Mas agora pode-me dizer onde estou por favor?
ANTÓNIO- Sim, sei, mas ouça-me…
GULLIVER- (interrompendo) Deixe estar! Eu vou perguntar a outras pessoas. Só queria saber onde estou mas…deixe lá.
ANTÓNIO- Espere!(puxando Gulliver) eu digo-lhe onde está, mas depois conto-lhe das minhas aventuras.
GULLIVER-(Gulliver começa a sentir-se imitado) Sabe quem é que o senhor parece?
ANTÓNIO- Quem?
GULLIVER- Eu?! Agora diga-me onde estou!
ANTÓNIO- Está em Bragança. Vou chamar o meu amigo Arnaldo para ele me ajudar na história.
(António e Arnaldo começam a contar as suas viagens a Gulliver e este faz o mesmo)
ARNALDO- Nós fizemos mesmo muitas viagens!
ANTÓNIO- (Gabando-se) Pois fizemos!
GULLIVER- Não, eu fiz mais!
ARNALDO- Nós fizemos mais!
ANTÓNIO- Ele tem razão, nós fizemos mais viagens!
(Os três rapazes começam a discutir)
MANUEL- Bem, o que aconteceu!
GULLIVER- Pois… bem, adeus!

Ana Lília, 6ºH






0 comentários: