quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Menção honrosa, Francisco Cardoso, 5º H


Camarões, 2 de Dezembro de 2009

Olá, Pai Natal!!!

Pai Natal, espero que estejas bem e que te agasalhes como deve ser para não te constipares, para que as crianças não passem o Natal sem a tua visita.

Mas vamos lá ao que interessa: presentes!

Amigo Pai Natal, esta carta que te vou escrever é muito curtinha. Realizar este desejo é muito difícil mas não te preocupes, porque se não o conseguires concretizar, não me importo: fico um pouco triste, mas como sei que andas sempre muito ocupado nesta altura do ano, compreendo. Não vou pedir presentes para meu proveito, mas sim para proveito global.

Bem, como sabes, há crianças que acordam muito cedo para irem trabalhar, porque são escravizadas. Essas crianças vivem muito mal e o que te queria pedir era a liberdade para todas elas. Essas crianças não vivem mal apenas a nível de escravidão mas também a nível de paz. E era isso mesmo que eu te queria pedir, paz e, se conseguires, não apenas para as crianças escravizadas, mas para toda a gente.

Obrigado por me ouvires e Feliz Natal!!!

Adeus Pai Natal e abraços.

Francisco Cardoso.

0 comentários: